Conheça os benefícios da rúcula

Por 23 de Abril de 2018Artigos, Receitas

Rica em fibras, pouco calórica e repleta de vitaminas! Saiba mais sobre esse vegetal com sabor peculiar, cheiroso e levemente amargo e que faz sucesso em qualquer refeição

Além de ter poucas calorias – menos de 25 kcal em cada 100g -, a rúcula é saborosa e é essencial para o bom funcionamento do intestino, além de ser rica em vitaminas e ácido fólico. Como se não bastasse, esse vegetal tem um sabor único e marcante, capaz de transformar qualquer salada em uma refeição requintada!

Como já sabemos, a rúcula é um prato cheio para nossa saúde. Ela é rica em vitamina A, que auxilia na formação do colágeno e renovação celular, em vitamina C, que fortalece o sistema imunológico e em vitamina K, que auxilia na função neurológica e também na absorção do cálcio pelo organismo.  

A rúcula também contém ferro e ácido fólico, que são essenciais na saúde cardiovascular e, principalmente no caso do ácido fólico, na formação do sistema neurológico dos fetos. É um vegetal com sabor peculiar, cheiroso e levemente ardidinho, mas com boa tolerabilidade. A rúcula pode ser consumida pela maioria das pessoas, sem restrições.

A rúcula é um vegetal da família das crucíferas, grupo que, nos últimos anos, tem recebido muita atenção por parte de cientistas e pesquisadores. Juntamente com outras espécies, como a couve, o brócolis e a couve-flor, essa família das crucíferas tem propriedades únicas para a saúde, principalmente ligadas à prevenção e ao tratamento de alguns tipos de cânceres.

Além dos vários componentes nutricionais citados, a digestão das crucíferas dá origem a metabólitos secundários denominados glucosinolatos. Eles são importantes para a desintoxicação do organismo, sendo potentes antioxidantes e anti-inflamatórios. O que mais tem gerado interesse por parte da comunidade científica é que, após hidrolisados, os glucosinolatos se transformam em uma substância que é capaz de modificar a expressão de genes de DNA para câncer de mama e próstata, o indol-3-carbinol.

Estudos já constataram que essa substancia não só é efetiva para prevenir esses cânceres, como também é capaz de evitar recidiva para quem já teve o câncer e até diminuir o crescimento das células cancerígenas para quem ainda está com a doença em atividade. Sua ação não se limita a mudar a expressão gênica do DNA – ela também modifica o processo de sobrevivência das células cancerígenas e altera o metabolismo do estrogênio, que é o principal hormônio envolvido na causa desses cânceres.

Melhor forma de comer rúcula

Mas é importante ficar atento em como aproveitar ao máximo os benefícios que a rúcula pode oferecer. O ideal é consumi-la fresca e crua, e nunca deixar que fique exposta a mais de 37ºC. Para os outros vegetais da família crucífera, é aconselhável servi-los al dente, cozidos ao vapor ou semi-crus.  

Para quem está de dieta para perder gordura, mas não quer abrir mão de ganhar massa magra, separamos a receita de uma deliciosa refeição com rúcula:

Receita com rúcula – Salada Sari de verão

– 2 ovos

– 2 colheres (chá) maionese

– 1 colher (chá) mostarda de dijon

– Folhas de rúculas a gosto

Cozinhe os ovos até que fiquem duros. Depois, amasse os ovos com a maionese e a mostarda de dijon. Encha um prato com folhas de rúculas bem fresquinhas, lavadas e escorridas, e coloque por cima o patê de ovos. O ardidinho das folhas combina incrivelmente com o sabor dos ovos e o toque da mostarda de dijon!

Deixe uma resposta