O que pode estar por trás da falta de libido entre os casais

Por 14 de junho de 2018Artigos, Receitas

O que pode estar por trás da falta de libido entre os casais O sexo é um assunto que faz parte do nosso cotidiano, e está diretamente relacionado à qualidade de vida. Quando algo não está bem em nosso corpo, isso pode se refletir também no bem-estar sexual. A baixa de libido – nosso desejo sexual – ocorre naturalmente com o avanço da idade, mas também pode indicar algumas disfunções do organismo.

Muitas vezes, as pessoas se queixam de desânimo, baixa produtividade e pouca energia, mas não percebem como isso também tem se refletido em sua vida sexual e em seu bem-estar. É comum que a mulher, por exemplo, se sinta conformada com a situação e constrangida em se expor, porém, existem tratamentos que podem trazer benefícios para a saúde como um todo.

Para entender como isso é possível, precisamos antes compreender como funciona nosso organismo. Os hormônios sexuais têm função essencialmente reprodutora e, por volta dos 35 anos, começa a ocorrer uma queda gradual em sua produção. Isso acontece porque sua função principal, em teoria, deixou de existir, e a fase de procriação já terminou.

Com a progressão da idade, a queda desses hormônios faz com que ocorra uma diminuição da atração sexual e da libido, o que atrapalha, inclusive, a capacidade de ereção em homens; de lubrificação vaginal em mulheres e de ter orgasmos, em ambos.

No entanto, com todos os avanços da medicina e o aumento da expectativa de vida, as pessoas ainda têm muita vida pela frente aos 35 anos. Atualmente, é a partir dessa idade que muitas têm começado a se estabilizar e a planejar os filhos. Por isso, ao perceber que alguma função fisiológica do seu organismo não está funcionando tão bem quanto antes, a pessoa não deve se conformar, pensando que isso é um “problema da idade”.

E nem sempre é necessária a regulação hormonal. Grande parte das pessoas que busca ajuda médica, em função da perda de libido, não precisa fazer reposição hormonal, já que uma das causas mais comuns para o problema é o estresse.

O estresse é uma resposta bioquímica natural do organismo para se adaptar às mudanças e ameaças. O problema é que, quando o organismo reage a um fator estressante, ele prioriza sua sobrevivência e, para isso, há uma diminuição de hormônios sexuais. Isso acontece porque, naquele momento, o corpo não está preocupado em se reproduzir – mas sim em sobreviver e se adaptar àquela mudança. Só que, se isso for feito de forma crônica, a pessoa não apenas terá baixa de libido, como também pode apresentar problemas de fertilidade. Ao gerenciar bem o estresse, muitas vezes não é necessário o uso de hormônios. Mas, o primeiro passo é perceber que existe um problema, buscar por auxílio médico e saber que ele pode ser resolvido.

Participe da discussão 2 Comentários

Deixe uma resposta